Dicas de design de interiores infalíveis e fáceis

Se você está buscando dar aquela repaginada no interior da sua casa, certamente deve estar à procura de informações na internet. Mas claro que nem sempre é possível encontrar opiniões claras. Aliás, muitas vezes elas são conflitantes e acabam justamente confundindo ainda mais a sua cabeça.

O mesmo vale para as revistas especializadas no assunto. Nem sempre são fáceis e concisas, o que pode prejudicar quem está passando por uma reforma em casa ou mesmo quem adquiriu um imóvel novo.

Desta forma, pensando em lhe oferecer as melhores dicas de design de interiores, preparamos este artigo especial.

Você verá algumas ideias simples e muito práticas que irão mudar completamente o seu apartamento ou sua casa, dando aquele aspecto que você sempre desejou.

7 Dicas de design de interiores

Veja abaixo sete dicas para dar novos ares ao seu apartamento ou à sua casa sem gastar muito e sem dores de cabeça! Através do fidelidade contacto telefônico é possível contratar um seguro, e proteger seus bens.

1. Organização

É comum as pessoas pensarem que suas casas não têm estilo e desanimarem de decorá-la. Acontece que, na verdade, muitas vezes essa ideia é errada, pois o que falta mesmo é um pouco de organização.

Você já viu foto de casa bagunçada em revistas de design? Ninguém gosta de coisas fora do lugar, então por que não colocar um pouco de ordem?

Arrumar não significa apenas devolver os objetos perdidos aos seus locais habituais. Para melhorar o design de um ambiente, você também precisa abrir mão de algumas coisas e de tempos em tempos fazer aquela grande seleção do que vai e do que fica.

Fazer esse tipo de limpeza ajuda você a visualizar melhor o espaço que tem, a se livrar das coisas velhas e em desuso e ainda pode ser útil para encontrar novo valor aos antigos objetos.

Outra vantagem da organização é que você pode aproveitar diversos métodos para categorizar seus objetos, como livros, filmes e revistas, por exemplo. Que tal criar uma biblioteca na sua sala? Ou um cantinho de brinquedos no quarto do seu filho?

2. Saiba as medidas

Um dos erros mais comuns de quem não entende nada de design de interiores é comprar móveis sem planejamento. Um sofá grande demais pode arruinar a sua sala, bem como errar no tamanho de uma estante.

Lembre-se, acima de tudo, que muitas lojas não aceitam devoluções depois do prazo legal de sete dias. Por isso, usar a fita métrica é essencial!

Meça o ambiente, as paredes e os móveis que já possui em sua casa. Faça simulações usando caixas de papelão.

Não sabe se o sofá ficará bom num determinado espaço? Coloque caixas no local até fechar a medida do sofá. Este tipo de atitude ajudará você a visualizar melhor antes de sair por aí gastando.

Se for fazer móveis sob medida, tenha atenção às empresas contratadas. É sempre bom ficar de olho, pois mesmo os profissionais erram.

3. Aposte em cores neutras

Na dúvida, sempre utilize cores neutras. Lembre-se que o branco abre o ambiente e faz com que ele pareça maior. As cores quentes fazem o oposto.

Aliás, você pode conferir as dicas de decoração da Casa Claudia.

Os diferentes tons de azul são calmantes e podem ser ótimas opções para banheiros e quartos.

Cuidado com tons de verde e de amarelo. O amarelo em locais onde se pratica a leitura, por exemplo, não é uma boa ideia.

Ele pode interferir na iluminação causando cansaço visual. E o verde pode ter um resultado muito diferente do desejado se não for pintado sobre a base correta.

Cores como os tons de nude são ótimas para as paredes da sala e do quarto, pois combinam facilmente com diferentes estilos e ajudam na hora de decorar, independente do seu gosto pessoal.

Usar cores neutras na sua casa também facilita na hora de vendê-la, pois são cores que agradam a todos. Opte por variações de branco, cinza claro, bege e tons de areia.

Na hora de pintar, tenha muito cuidado em isolar bem o rodapé e os detalhes que deseja que permaneçam de outra cor.

Compre tinta e material de qualidade, evite economizar neste ponto. E espere as camadas secarem bem antes da próxima demão.

Ao invés de pintar, você também pode optar por um papel de parede, que é muito mais prático e não suja o ambiente.

4. Chão à mostra

O carpete e os tapetes, volta e meia, entram na moda de novo. Colocar carpete pode ser um erro fatal, especialmente se você tem chão de madeira original.

Reaproveitar um piso de madeira é uma excelente ideia. Você pode lixá-lo e passar sinteco para lhe dar nova cara.

Muitos pisos, por exemplo, são fáceis de consertar, pois têm partes que podem ser substituídas sem afetar o todo.

Outra vantagem do chão de madeira é que ele dá uma sensação mais acolhedora e não causa alergias, como os tapetes e carpetes. Além de serem muito simples de limpar.

Se você possui outro tipo de piso frio, também pode optar por deixá-lo à mostra.

Caso queira muito utilizar um tapete, não se esqueça de medir o espaço que este deverá cobrir.

Não tem nada mais feito que um tapete pequeno ou grande demais para o espaço em questão.

5. Aposte nas plantas

Ter plantas em casa traz inúmeras vantagens, não só para o design como também para a sua saúde.

Elas purificam o ar e deixam sua casa com uma aparência mais natural e despojada.

Se você tem filhos e animais de estimação, escolha bem as espécies das plantas.

Existem muitas opções seguras e que não fazem mal se forem ingeridas por acidente.

Outra alternativa é pendurar os vasos no teto. Sim, isso mesmo! Coloque ganchos no teto e use cordas de Macramê para pendurar suas plantinhas.

O Macramê é uma técnica de crochê sem agulhas com cordas largas. Você pode fazer em casa, gastando pouco e seguindo tutoriais do Youtube. É simples e rápido.

6. Quadros na parede

Uma parede sem nada, não é a parede da nossa casa. Ter coisas nas paredes ajuda a dar personalidade ao lar.

O problema é que tem gente que se empolga demais e leva isso ao extremo.

É importante não encher a parede com adereços, pois causará o efeito contrário, você terá um ambiente sufocante.

Eventualmente também terá acúmulo de pó. Por isso, coloque os quadros onde convém e deixe espaço entre eles.

Na hora de pendurar as decorações na sua parede também é preciso usar a fita métrica.

Nada de furar parede a olho! E é preciso ter conhecimento da planta da sua casa, para não correr o risco de atingir um cano ou uma coluna estrutural.

7. Não esconda o seu estilo

Design de interiores é, acima de tudo, sobre o gosto pessoal. Se você é um fã da estampa animal, pode e deve utilizá-la na decoração da sua casa. Mas, é claro, com parcimônia.

Não adianta ter uma casa digna de capa de revista se ela não reflete quem você é e não faz você feliz.

 

Write a Comment